Home

Após 13 sessões ordinárias sem discutir e votar projetos, os vereadores de Jahu voltaram na tarde dessa segunda-feira, dia 29, a apreciar a Ordem do Dia.

A pauta estava trancada desde o dia 30 de julho do corrente, quando sete vereadores se recusaram a apreciar projetos enquanto a Mesa da Câmara não fixasse data para votação do Projeto de Lei Complementar que Revisa o Zoneamento, Parcelamento e Uso do Solo. Pois bem, nessa segunda-feira, além de anunciar que a segunda audiência pública sobre referido projeto estava marcada para o próximo dia 7, o presidente Carlos Alberto Lampião Magon (PV) também informou que o mesmo será votado nos dias 12 e 14 de novembro, em primeira e segunda discussão.

Diante do anúncio, todos os vereadores concordaram com a desobstrução das votações e puderam ser aprovados 16 projetos. Um tratou da aprovação das contas de 2010 da Prefeitura, outro da LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias e outros 14 processos disseram respeito a repasse de quase R$ 300 mil a entidades assistenciais da cidade.

No expediente, houve espaço, por meio do Tribuna Cidadã, utilizado pelo provedor da Santa Casa de Jaú, Alcides Bernardi Júnior, para dirimir dúvidas dos vereadores e população quanto à situação financeira da entidade. Os parlamentares também aprovaram seis requerimentos, três moções e oito indicações.