Home >> Expediente >> Leis >> Capital do Calçado Feminino

Jaú: Capital Nacional do Calçado Feminino

Jaú é um dos maiores pólos calçadistas do País, contando, atualmente, com 181 indústrias registradas, que juntas produzem uma média de 70 mil pares por dia, podendo chegar a 120 mil.

Desde o início do século, Jaú já produzia sandálias e bonitas rústicas, feitas em couro e com solado de borracha para os viajantes da região. Há catorze anos, a cidade contava com 37 empresas calçadistas, mas, em 1989 chegou a ter 280 empresas. A maior parte das empresas (46%) são de pequeno porte, produzindo até 200 pares por dia e apenas 13% produzem mais de 1000 pares/dia, segundo pesquisa do Sindicalçados.

Dos 70 mil pares diários que Jaú produz, 86% são calçados femininos, e apenas 7% masculinos e 7% infantis, consagrando o seu título de "Capital Nacional do Calçado Feminino".

Empresas do ramo no Município, com capacidade ociosa, planejam conquistar novos mercados, principalmente o mercado externo, para isso, o Sindicalçados em parceria com o Sebrae, FATEC-Jaú e Unesp, desenvolveu uma pesquisa nas indústrias, uma das principais pontos que foram levantados é que 86% dos fabricantes locais nunca exportaram, 4% já exportaram, mas pararam e apenas 4% continuam vendendo seus produtos para Mercosul, Europa e para os Estados Unidos.

Com essa intenção de conquistar novos mercados, e também para enfrentar a concorrência dos calçados chineses, que entram no País por um preço extremamente baixo, o Sindicato instalou, em Jaú, um laboratório, vinculado ao Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins (CTCAA), de Novo Hamburgo (RS). Com o laboratório, as empresas poderão terão condições de submeter seus calçados a rigorosos testes de qualidade, e criarão um selo de qualidade que funcionará como instrumento de marketing e criará facilidades para colocação dos produtos jauenses no mercado europeu e americano.